NEWS ROOM-06

IS4Health distinguida como “Most Investable Company” pela EUREKA E!NNOVEST

IS4Health

A IS4Health, spin-off CINTESIS, recebeu esta semana a distinção da rede EUREKA E!NNOVEST como “Most Investable Company”. A atribuição aconteceu durante o EUREKA Network - Academia de Investimento E!nnovest, que se realizou em Cascais, no passado dia 27 de março, reunindo empreendedores e investidores nacionais e internacionais de referência.

“Uma fase crucial para uma start-up é a captação de investimento de risco que permita acelerar o seu crescimento, especialmente nos mercados internacionais. Esta distinção fortalece a credibilidade da empresa perante estes investidores, aumentando de forma muito significativa a sua capacidade de captar financiamento de risco”, reage Miguel Coimbra, cofundador da IS4Health e investigador do Instituto de Telecomunicações (IT).

A nova “Spin-off U.Porto”, chancela que lhe foi recentemente atribuída, destacou-se num conjunto de 19 participantes selecionados de entre um número não divulgado de candidatos. Esta seleção final incluiu empresas nacionais e estrangeiras, nomeadamente de Espanha e da Suécia. 

De acordo com Miguel Coimbra, “após a consolidação com os primeiros clientes nacionais e internacionais, que validaram o modelo de negócio e de marketing escolhidos, a estratégia presente da empresa é de expansão internacional, identificando ‘early adopters’ em mercados distintos, seguidos de negociações de parcerias com distribuidores locais para estes mercados”.

Quanto ao futuro, “a IS4Health vai atacar o interessante mercado da formação médica continuada, em que não existe capacidade técnica para o ensino e certificação das capacidades de auscultação”.

I European Forum On Prevention And Primary Care dedicado a prevenção quaternária

1 european

Realiza-se, entre os próximos dias 3 e 4 de abril, no Porto, o I European Forum On Prevention And Primary Care. Esta primeira edição terá como tema “Prevenção Quaternária – A Arte do “Primum non Nocere”, expressão em latim que significa, literalmente, “primeiro, não prejudicar” e se refere à necessidade de prevenir e evitar riscos, danos ou custos para os doentes em resultado de exames ou de intervenções médicas desnecessárias.

Entre os oradores contam-se, por exemplo, Marc Jamoulle (Universidade de Liège) Bruno Heleno (NOVA Medical School), Ted van Essen (Centro Médico Universitário de Utrecht), Mateja Bulc (chair do EUROPREV network) e John Brodersen (Universidade de Copenhaga), para além de Carlos Martins, investigador do CINTESIS e membro da organização do evento, que irá propor algumas estratégias para reduzir a prescrição e realização de testes ou exames de diagnóstico que não se justificam, tendo em conta a melhor evidência científica disponível.

Outros temas como o sobrediagnóstico no screening do cancro, os erros de diagnóstico em doenças respiratórias crónicas, os prós e contras da vacinação contra a gripe, a estratégia racional para evitar o subdiagnóstico e o sobretratamento na doença mental e os programas de prevenção para grupos minoritários também estarão em debate.

Apoiado pelo CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, o evento é organizado pelo EUROPREV - European Network for Prevention and Health Promotion in Family Medicine and General Practice e pelo Wonca - World Organization of Family Doctors, com o apoio do Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar.

As inscrições estão abertas, decorrendo até ao início de abril, em http://www.mgfamiliar.net/EUROPREV/.

Coordenador do CINTESIS fala sobre ligação das Universidades às Empresas em evento do Health Cluster Portugal

altamiro mar 2017

Altamiro da Costa Pereira, coordenador do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, foi convidado pela U.Porto Inovação para representar a Universidade numa sessão sobre “Como aproximar as Universidades às Empresas para a Inovação em Saúde”. Integrada no Encontro com a Inovação em Saúde do Health Cluster Portugal, a sessão decorre no próximo dia 29 de março, nas instalações do I3S.

O nome do diretor de Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde (MEDCIDS) da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) foi sugerido “por tudo que tem feito de bom na ligação da Universidade à Indústria e na promoção da terceira missão da U.Porto”, revela fonte da U.Porto Inovação.

A sessão contará com a participação de outros dois especialistas na ligação da Academia ao tecido empresarial (um representante da Universidade de Trás-os-Montes e um representante da Universidade do Minho) e de um parceiro internacional no projeto europeu Helium.

Investigação CINTESIS: Prémio distingue estudo sobre hospitalizações de doentes com anomalias cromossómicas

Foto Manuel Gonçalves Pinho

O investigador do CINTESIS, Manuel Gonçalves-Pinho, a receber o Prémio.

Uma equipa de investigadores do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde ganhou o Prémio de Melhor Póster em Investigação Fundamental, no âmbito do In4Med - Coimbra's Scientific and Medical Congress, que se realizou no passado mês de fevereiro.

Apresentado por Manuel Gonçalves-Pinho, membro da equipa do In4Health do CINTESIS, o Póster tem como título “Why, how and when are patients with chromossomal anomalies hospitalized?”.  A equipa integra ainda o investigador João Vasco Santos e é coordenada pelo especialista em Bioestatística do CINTESIS, Alberto Freitas.

O Póster premiado resulta de um projeto de investigação que analisou cerca de 5 mil doentes com anomalias cromossómicas (como Trissomia 21 ou Síndrome de Down, Trissomia 18 e Síndrome de Klinefelter) internados nos hospitais públicos portugueses.

O objetivo do estudo era avaliar os motivos das hospitalizações, as características sociodemográficas dos doentes internados e os custos associados a esses internamentos. Os resultados da investigação nestas doenças raras deverão ser divulgados em breve.

O In4Med, onde foi atribuído este primeiro Prémio, é um congresso científico e médico organizado pela Associação de Estudantes de Medicina de Coimbra (NEM/AAC). O objetivo é promover o envolvimento de estudantes de medicina em projetos de investigação, estimular o interesse na investigação em Ciências da Saúde e premiar os melhores projetos.

Investigadora do CINTESIS integra rede europeia sobre demência

Lia Fernandes

Lia Fernandes é professora do Departamento de Neurociências Clínicas e Saúde Mental da FMUP. (Foto: DR)

Lia Fernandes, investigadora do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), foi convidada a integrar a INTERDEM – Early detection and timely INTERvention in DEMentia – uma rede de investigação pan-europeia dedicada à promoção de intervenções clínicas e psicossociais em pessoas com demência.

Membro do grupo de investigação CINTaging – Ageing & Neurosciences Research do CINTESIS, Lia Fernandes tem trabalhado de forma profícua nas áreas do envelhecimento, da demência, do delirium e da depressão nos idosos, entre outros temas em torno da Geriatria e da Saúde Mental, como comprovam os recentes artigos que publicou em revistas científicas internacionais (International PsychogeriatricsFrontiers in Aging Neuroscience, o Journal of the American Geriatrics Society e PeerJ, por exemplo).

Agregada pela Faculdade de Medicina da U. Porto, a investigadora é docente do Departamento de Neurociências Clínicas e Saúde Mental da FMUP. Tem a seu cargo o ensino da Saúde Mental em Pessoas Idosas no Programa Doutoral em Gerontologia e Geriatria lecionado pela U.Porto em colaboração com a Universidade de Aveiro. Ocupou também diversos cargos de destaque a nível internacional, sendo de referir a passagem pela direção da International Psychogeriatric Association (IPA) e da International Family Therapy Association (IFTA).

Neste momento, Lia Fernandes está a trabalhar em projetos ligados ao diagnóstico precoce e intervenção em doenças crónicas características dos mais velhos, nomeadamente ao nível da demência, delirium, depressão, alterações comportamentais e psicológicas, bem como a fragilidade no idoso.

More Articles...

CINTESIS new

FMUP   ICBAS  UA   NOVA   UALG   UALG   ISEP  ESEP

FCT  QREN    UE

© CINTESIS - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde
Faculdade de Medicina da Universidade do Porto