NEWS ROOM CINTESIS

Investigadores do CINTESIS destacaram-se em Encontro de Psicologia Experimental

psicologia

Na foto (da esquerda para a direita): Diana João, Armando Cardoso, Mariana Carrito, Pedro Bem-Haja, Marta Rocha, Isabel Santos, Sandra Soares e Josefa Pandeirada

O uso da Realidade Virtual no tratamento de fobias, a identificação de um neuromarcador de falsos positivos em testemunhos oculares, o papel do sistema motor na memória ou o efeito do ambiente na performance cognitiva de adultos e idosos foram alguns dos temas apresentados por investigadores do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde/Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro no 12º Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Psicologia Experimental.

O evento, que decorreu nos dias 5 e 6 de maio, na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, contou com a participação de vários psicólogos que se encontram atualmente a desenvolver os seus trabalhos de investigação no âmbito do Grupo PsychoLive, do CINTESIS.

Além da apresentação do estudo “Perception of sexual dimorphism in human faces”, de Mariana Carrito, Pedro Bem-Haja, Carlos Silva e Isabel Santos, os investigadores desta Unidade de I&D somaram cerca de uma dezena de pósteres em áreas tão distintas como o reconhecimento de suspeitos em contexto judicial, as diferenças de género no processamento de estímulos ou o treino de atletas de alta competição.

Entre os pósteres apresentados encontrava-se, por exemplo, um trabalho intitulado “Picking up an inoccent at 10 ms: The P100 component as a neuromarker of false positives in eyewitness testimony”, assinado por Isabel Santos, Pedro Bem-Haja, Mariana Carrito, Beatriz Oliveira e Carlos Silva. O objetivo é reduzir os erros cometidos por testemunhas oculares através da utilização de um neuromarcador que permite detetar “falsos positivos”. O mesmo grupo assina também o póster “It´s time to track the thief: the effect of synchrony effect in dwell time on criminal faces during a theft video”.

Sandra Soares foi outra das investigadoras do CINTESIS presentes no evento, tendo mostrado alguns dos resultados dos estudos que vem desenvolvendo, nomeadamente sobre o uso do Sistema de Realidade Aumentada na avaliação psicofisiológica do medo e sobre a exposição à Realidade Virtual no tratamento de fobias específicas, como a fobia a aranhas. Entre outros, assinou também, juntamente com Marta Rocha, um póster que comprova as diferenças entre homens e mulheres no processamento de estímulos românticos ou sexualmente explícitos.

Por sua vez, Josefa Pandeirada e Pedro Rodrigues, também eles investigadores do CINTESIS, assinam em conjunto um trabalho intitulado “Staying focused: cognitive impaired by the environment in elderly but not in young-adults”, que aponta para o efeito do ambiente visual na performance cognitiva dos idosos.

“To do or not to do: The role of the motor system in immediate memory for objects” e “Do distractors in the surrounding environment influence cognitive performance? A study with young adults” são mais alguns exemplos de pósteres apresentados por investigadores do CINTESIS durante este evento.

Rui Nunes leva “Ensaios em Bioética” ao Brasil

livro ensaios em Bioética2

Rui Nunes, líder do grupo ManEthics, do Cintesis, e responsável pelo Departamento de Investigação da Cátedra de Bioética da UNESCO, apresenta amanhã, dia 4 de maio, em Brasília, o seu mais recente livro, intitulado “Ensaios em Bioética”.

Esta sua nova obra é publicada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) do Brasil, sendo mais um marco na sua atividade como docente do Programa Doutoral em Bioética, ministrado naquele país há uma década.

Este ano, o especialista português já havia lançado, também no Brasil e com a chancela do Conselho Federal de Medicina, o livro “Diretivas Antecipadas de Vontade”, que espelha o pensamento ético e a lei portuguesa nesta matéria.

Recorde-se que Rui Nunes foi o grande mentor do testamento vital no nosso país, tendo liderado o grupo de investigação que apresentou à Assembleia da República a proposta que serviria de base à lei atualmente em vigor.

A Lei nº 25/2012 de 16 de julho, regula as diretivas antecipadas de vontade, especialmente sob a forma de testamento vital, e a nomeação de procurador de cuidados de saúde, além de criar o Registo Nacional do Testamento Vital (Rentev).

“Nesta obra, os leitores encontrarão um trabalho de alta densidade, que contribui para o avanço do conhecimento e da ciência em benefício da humanidade e na aplicação da ética à vida”, escreveu, a propósito deste livro, o diretor do CFM e coordenador daquele Programa Doutoral.

Atualmente, Rui Nunes está comprometido com a aprovação de uma proposta de Declaração Universal de Igualdade de Género, no âmbito da UNESCO, tendo já recolhido muitos apoios para esta nova causa, entre os quais o do Presidente da República.

CINTESIS junta-se à Ordem na defesa do papel do nutricionista nas instituições de solidariedade social

Seminarios em Nutricao

19 de maio de 2017, Cineteatro António Lamoso (Santa Maria da Feira)

Estão abertas as inscrições para um Ciclo de Seminários em Nutrição Comunitária e Saúde Pública sobre o tema “O Papel do Nutricionista nas Instituições de Solidariedade Social”. O evento, organizado pela Ordem dos Nutricionistas, pelo Centro de Apoio Social de Mozelos (CASM) e pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, conta com o apoio do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde.

Este ciclo de seminários pretende sensibilizar a comunidade profissional e científica na área da Nutrição, bem como as instituições responsáveis pela prestação de apoio social, para a importância de olhar de forma cuidada para o estado nutricional dos milhares de pessoas que beneficiam do trabalho destas entidades e para a responsabilidade que o Estado e as instituições têm no sentido de facultarem uma alimentação rica e equilibrada aos cidadãos que pretendem apoiar.

Assim, o evento propõe-se discutir o estado nutricional das crianças e dos idosos em Portugal, a missão das Instituições de Solidariedade Social, o papel que o nutricionista pode desempenhar junto destas entidades e ainda a forma de medir o impacto da nutrição nas referidas instituições (VER PROGRAMA).

Neste âmbito, destaca-se a participação do investigador do CINTESIS Júlio César Rocharesponsável pelo desenvolvimento, implementação e monitorização de um programa de nutrição dirigido às crianças que frequentam o Centro de Apoio Social de Mozelos. Os resultados deste programa, cujo impacto já foi avaliado, foram recentemente publicados na Ata Portuguesa de Nutrição.

Entre os oradores convidados, encontram-se ainda Conceição Calhau (líder do grupo ProNutri do CINTESIS e professora da NOVA Medical School) e Nuno Borges (investigador do mesmo grupo de investigação e professor da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da U.Porto).

Apela-se à participação de todos os investigadores do CINTESIS com interesse na área da Nutrição. As inscrições decorrem AQUI, até ao próximo dia 7 de maio (domingo).

Projeto NanoSTIMA promove “3.5 Meeting”

nano

Submissão de resumos até 21 de abril de 2017

Realiza-se no próximo dia 10 de maio o NanoSTIMA 3.5 Meeting – um encontro científico que pretende reunir todos os participantes das linhas de investigação 3 e 4 do projeto europeu NanoSTIMA, com o objetivo de fazer um ponto da situação dos trabalhos realizados, estimular a troca de ideias e promover novas colaborações.

Convidam-se todos os investigadores (incluindo os bolseiros) do NanoSTIMA a apresentarem os seus trabalhos. O prazo para submissão de resumos termina a 21 de abril de 2017.

Mais informações em http://nanostima.cintesis.eu/.

O CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde lança hoje uma nova imagem, “mais atual e condicente com os valores que representa”.

 Cintesis nova marca

De acordo com Altamiro da Costa Pereira, coordenador do CINTESIS, o lançamento da nova imagem marca a entrada desta Unidade de I&D numa fase de maturação que lhe permite estar entre os três maiores centros de investigação da U.Porto, registando “mais de 450 investigadores, 55% dos quais doutorados”.

Por comparação com o ano anterior, o CINTESIS cresceu 20% (de cerca de 380 para cerca de 450 investigadores) e atingiu algumas marcas interessantes. Por exemplo: o CINTESIS alargou a sua presença em instituições que prestam cuidados de saúde, de norte a sul do país e das ilhas. Aos grandes hospitais do Porto (Centro Hospitalar do Porto, Centro Hospitalar de São João e IPO-Porto), juntam-se agora o Hospital de Braga, o IPO-Coimbra e o Centro Hospitalar do Algarve, entre outros, num total de 20 hospitais e centros de saúde.>

A nova imagem do CINTESIS pretende traduzir de forma mais fidedigna os valores desta Unidade de I&D. Para isso, foram auscultadas as opiniões dos investigadores que constituem o CINTESIS. Esses inputs foram depurados até sumariarem o que a marca representa para os seus constituintes – investigação, saúde, inovação e multidisciplinariedade.

Do ponto de vista gráfico, a nova imagem, criada no seio da equipa de gestão do CINTESIS, “é mais limpa e sintética, reduzindo os elementos gráficos ao essencial”, explica Bárbara Mota, designer gráfica desta Unidade de I&D.

Totalmente dedicado à Investigação Científica aplicada à Saúde, frequentemente com recurso a soluções tecnológicas, o CINTESIS aposta em encontrar respostas e soluções, no curto prazo, para problemas de saúde concretos, sem nunca perder de vista a relação custo/eficácia. Para isso, esta Unidade de I&D cresce de forma consistente no sentido de agregar investigadores de referência nas suas áreas de estudo, que integrem equipas largamente multidisciplinares e altamente motivadas, capazes de abordar os problemas de Saúde de forma integrada.

More Articles...

CINTESIS new

FMUP   ICBAS  UA   NOVA   UALG   UALG   ISEP  ESEP

FCT  QREN    UE

© CINTESIS - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde
Faculdade de Medicina da Universidade do Porto